17 de Julho de 2017 / às 10:14 / 2 meses atrás

Inflação da zona do euro desacelera em junho, mas núcleo avança

BRUXELAS (Reuters) - A inflação da zona do euro desacelerou em junho, mas o núcleo, que exclui itens voláteis como energia e alimentos não processados, aumentou, informou o escritório de estatísticas da União Europeia nesta segunda-feira, confirmando suas estimativas anteriores.

A Eurostat disse que o preço ao consumidor de 19 países que compartilham o euro aumentou 1,3 por cento em junho na comparação anual, em linha com as expectativas do mercado, desacelerando em relação à expansão de 1,4 por cento em maio e de 1,9 por cento em abril.

Mas o seu núcleo, que exclui preços de alimentos não processados e energia e é monitorado de perto pelo Banco Central Europeu, subiu para 1,2 por cento no ano, de 1,0 por cento em maio.

O resultado ficou acima das expectativas do mercado de aumento de 1,1 por cento, mas coincidiu com a estimativa anterior da Eurostat divulgada no fim de junho.

Em uma base mensal, a inflação global foi de zero em junho, enquanto o núcleo da inflação foi de 0,2 por cento, segundo a Eurostat.

A inflação global da zona do euro arrefeceu em junho, principalmente devido ao enfraquecimento dos preços da energia, que avançaram 1,9 por cento na comparação anual, de 4,5 por cento em maio e 7,6 por cento em abril. No mês, os preços da energia caíram 0,9 por cento.

Por Francesco Guarascio

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below