January 10, 2021 / 5:53 PM / 13 days ago

Website ligado aos protestos de Hong Kong diz que acesso de usuários foi bloqueado

HONG KONG (Reuters) - Um website de Hong Kong que publica material principalmente relacionado aos protestos anti-governo em 2019 disse que o acesso de seus usuários ao endereço foi bloqueado pelos provedores de serviço de Internet da cidade (ISPs).

O website, chamado HKChronicles, afirmou que começou a receber relatos de usuários baseados em Hong Kong que diziam que eles não conseguiam mais acessar o site a partir de quarta-feira.

“Após discutir e investigar com nossos apoiadores, descobrimos que alguns provedores de Hong Kong deliberadamente cortaram a conexão para nossos servidores, de maneira que o usuário não possa receber resposta dos nossos servidores, resultado em uma incapacidade de acessar nosso conteúdo”, disse a editora-chefe do site Naomi Chan em nota.

O veículo The South China Morning Post, citando fontes anônimas, disse neste domingo que a polícia de Hong Kong havia evocado a lei de segurança nacional da cidade pela primeira vez para bloquear o HKChronicles.

A força policial havia iniciado pedidos para que os ISPs suspendessem o acesso, citando o artigo 43 da lei, segundo reportou o jornal.

“A polícia não vai comentar casos específicos”, disse uma porta-voz do Gabinete de Segurança em uma resposta enviada por e-mail à Reuters após um pedido por comentários. “Ao conduzir qualquer operação, a polícia irá agir com base nas atuais circunstâncias e de acordo com a lei”.

Por Jessie Pang e Donny Kwok

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below